ATM: Abertura da temporada de montanha!

ATM: Abertura da temporada de montanha!

Estamos em Março, finalmente. Sabe o que isso significa?! Que mês que vem é Abril 😛 Mas o que tem de tão especial no mês de Abril?! A ABERTURA DA TEMPORADA DE MONTANHAAAAA (leia isso com um “quê” de histeria) ou, carinhosamente conhecida como ATM.

Ah, a temporada de montanha. Que época boa. É tipo a festa junina dos montanhistas. Todo mundo animado, querendo viajar, fazendo planos de ir para as montanhas e várias travessias.

Nos planejamos durante toda a temporada de verão sobre o que fazer na famosa temporada de montanha. Com certeza, se juntarmos todo mundo e perguntarmos sobre o que faremos, teremos mais planos do que tempo pra cumprir esse tal planejamento. Claro, não deixamos de fazer trekkings durante o verão, mas o inverno tem um gostinho especial de desafio.

E é exatamente sobre planos e tempo que vim falar com você, caro montanhista:D


Travessia da Serra dos Órgãos – Talvez a mais conhecida travessia do Brasil e por muitos, considerada a mais bonita. De lá, vemos a Baía de Guanabara e toda a cidade do Rio de Janeiro. 3 dias de trekking nível intermediário / difícil.

TRAVESSIA DA SERRA DOS ÓRGÃOS

Travessia Marins x Itaguaré – Ainda pouco conhecida, essa travessia mescla as rochas de Itatiaia com a dificuldade da Serra Fina. As agulhas pontiagudas do Pico do Itaguaré nos convidam a subir e ver o que tem do outro lado. Prepare-se pra fazer alguns “trepa pedras” com mochila cargueira 😀 3 dias de trekking nível difícil.

TRAVESSIA MARINS x ITAGUARÉ

Travessia da Serra Fina – A tão temida Serra Fina é considerada por muitos a travessia mais difícil do Brasil. São 4 dias de trilha, sem nível técnico, mas com muito esforço físico e acampamentos congelantes. No Vale do Ruah (um dos possíveis acampamentos), já peguei temperaturas de -7ºC. 4 dias de trekking nível difícil / extremo.

TRAVESSIA DA SERRA FINA

Pico Paraná – A maior montanha do sul do Brasil tem um charme bem especial, pois caminhamos pela Mata Atlântica, dormimos de frente pra montanha que se projeta sobre o mar e tem um nascer do sol in-crí-vel. Sério, tome um bom café vendo o sol nascer, vale a pena. 2 dias de trekking nível intermediário.

PICO PARANÁ

Vou parar por aqui, mas tem muito mais coisa para conhecer no Brasil durante a temporada de montanha, como a Serra da Lapinha, Serra do Tabuleiro, o Espinhaço, Pico da Bandeira, Vale do Pati, Aparados da Serra e tantos outros lugares que, se deixar, não paro de escrever.

Se planeje, levante as informações, arrume os equipamentos e #partiumontanha!

Post escrito por nosso guia Bruno de Masredon e postado no blog da parceira Decathlon Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(http://www.aventurista.tur.br/wp-content/uploads/2017/03/Pico-da-Bandeira-3.png);background-size: cover;background-position: center center;background-attachment: initial;background-repeat: initial;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 450px;}